5ª Etapa - 20 Novembro 2016 - KGV - Granja Viana

Mudanças, mudanças e mais mudanças... Mas nem tanto!

Circuito novo, disputas novas, mas sempre sadias (contando algumas vezes que tem uma discussão ou outra, terminamos sempre tomando uma cerveja gelada). Com o traçado sendo novidade para todos, fomos à pista em mais uma etapa, essa sendo a 5ª, do 13º campeonato da CDK.

CORRIDAS...

SUPER GRADUADOS – G1...

Como sempre, o grupo com mais presenças é o G1. Aqui estão os fominhas e sempre será assim. Grid invertido, reconhecimento do novo traçado feito, pilotos prontos. Foi dada a largada. Cazuza saiu do 7º lugar para disputar a ponta com o Ratão, que largou em 9º e numa disputa bem acirrada entre os dois, com uma diferença de 0.2s, a bandeirada foi dada praticamente para os dois, mas quem passou na frente foi Cazuza. Em 3º veio o Flávio, que levou seu kart, sempre com seu jeito simples de pilotar, do 18º lugar para o pódio. Atrás dele veio Hélio em 4º, Gui Zapella em 5º e Resek em 6º.

GRADUADOS – G2

Experientes e alguns no meio da sua trajetória dentro da CDK são encontrados nesse grupo. Como o título do texto diz, nem tudo é mudança, e seguindo essa linha, o Paulo Sant’Anna mais uma vez não tomou conhecimento dos seus adversários e depois de sair de 17º, foi parar no topo do pódio como se fosse tudo tão simples e fácil, logo atrás vem seu irmão Roberto Sant’Anna que manteve sua posição de largada e só foi superado por Paulo. Tudo em família. Após os irmãos Sant’Anna vem Arthur Leotta, que depois de largar em 1º, perdeu duas posições, mas não deixou de cravar seu lugar entre os 3 primeiros. Completando o pódio vem Danylo em 4º, Gabriel em 5º e Anderson em 6º.

LIGHT – G3

Os novatos, mas não menos experientes, em um grupo cheio de atrações, aqui também faz jus ao título... Sem mudanças! A Espartacus Racer continua a ser uma dupla indigesta para seus adversários, dessa vez não foi Cayto, mas foi Diego, seu parceiro, que numa corrida de tirar o chapéu, colocou 15 segundos no segundo colocado. Ele largou em 21º pra pular pra ponta do pelotão em pouquíssimas voltas. Higor, esse também deu uma aula de como se pilota um kart. Após largar em último lugar, ou 31º, com muita maestria chegou em 2º com mais de 16 segundos para o terceiro, que foi o Dr. Bork, que como sempre está entre os primeiros. Na sequência vieram Rogério Reis em 4º, Cayto em 5º e Daniel Borges em 6º.

Agora é tudo ou nada! Dia 4 em Interlagos é dia de churrasco e muita cerveja, mas antes, tem decisão. É final!

Texto por: Guilherme Pereira Bassi

Você não vai perder, vai ??

Acelera !!!